English


Published by Mario Persona contato@mariopersona.com.br

Português  
  What a
Happy Day
What a happy day - Que dia feliz
contato@mariopersona.com.br
Que
Dia Feliz
 
 
 
   
 
 
   
  My youngest son, Wes, had something very important happen to him on Sunday, August 10, 1997. The day before, on Saturday afternoon, our whole family attended a young people's picnic at Sester's pond in Gresham, Oregon, in the United States. It was a super day with lots of good food, desserts and games to play. Mr. Cameron, a professor from WSU in Vancouver, Washington, spoke to all of us about making good and bad choices in life. He told the story of a man who ended up paying a lot of money for nothing and then died leaving his family to deal with the consequences.

How Could He Know?

It was a great story and he made several excellent points about being prepared for the future, like when we die. Mr. Cameron asked a very interesting question, "If you don't feel saved, ask someone about it." He was talking about the everlasting salvation that God offers in the Bible for those who trust the Lord Jesus. Wes is only 6 year old, but those words stuck-fast in his mind. Something different was going on in his little heart. He heard many times that Jesus had died for us on the cross and that we must trust Him for salvation. But ....how could he be sure? How could he KNOW he was saved from his sins?

Wes Began to Sob

The next day, Sunday morning, while the rest of the family went to a church meeting, Wes stayed home with me. I could not go because I was feeling the middle age, painful effects of playing football at the picnic the day before. We rested most of the day on the living room sofa with a cozy fire in the fireplace. All of a sudden Wes began to sob, "I don't want to go to Hell." I was surprised by this outburst. He is normally calm yet he seemed really concerned about his spiritual condition. It was amazing to see such an exercise of heart in my little child. I asked him why he would go to such a place - when he knew better? He didn't say much at all. He was very quiet and looked very concerned.

My Own Story

So I related to him my own story - of how I was as a lost 8-year-old boy, who didn't remember how to be saved but thought about it now and then. Then along came a situation that caused me to think seriously about my unsaved condition. I had become very angry with my brother about something. (I don't even remember what it was) In a fit of rage, I smashed and ruined his bike. I ran to my room very ashamed and still very angry. My dear mother, knowing what had happened, came to me and reasoned with me about my actions. For the first time, I realized my hopeless condition. I saw I was a sinner and all I deserved was everlasting punishment. Nothing I could do by myself would be enough to change me or even make me clean.

I Needed Help

My mother asked me if I wanted her to help me. Did I understand how I could get saved? Of course I needed help! She helped me to understand that the Lord Jesus had received all the punishing in His own body on the cross - and He had suffered for everything that I had done. Most importantly, I could be freely saved from my sin and from myself - by faith alone. It was only then that I really trusted in Jesus as my own Savior.

Whosoever Believeth in Him

And, that is just what Wes did that Sunday morning. I asked him to repeat John 3:16 that says: "For God so loved the world, that He gave His only begotten Son, that whosoever believeth in Him should not perish, but have everlasting life". Then I asked him if he knew what "believeth in Him" meant. He said "no" but he sure understood the word "perish." So, we turned to Romans 10:9 and read it a few times: "If thou shalt confess with thy mouth the Lord Jesus, and shalt believe in thine heart that God hath raised Him from the dead, thou shalt be saved". We even got out the dictionary to look up the word "confess."

With Your Mouth

When I asked Wes if he believed on the Lord Jesus and that He died for his sins and rose again from among the dead. He said "yes." Then really all that was left for Wes to do was to tell me about it, admit it, talk to me about what was happening right then and how he had accepted it in his own words. He said, crying again, "Can't I just do it in my mind?" I responded, "Well, my son, this is not what the Bible says. It says in the book of Romans that you must also do this with your "mouth."

He paused for a moment and said nothing. But, within a minute or so, which seemed very long to me, he quietly said, "Lord Jesus Christ, come into my heart". Happiness filled my heart when I heard that short sweet phrase from my little son's lips. I shouted for joy! I told him all the angels were happy, and we knelt down together and thanked the Lord for saving Westin Lee. That night he told my wife Christy, "Mom, when I did that, I felt like I was a new person."

Another Amazing Surprise

But that was not all. The day would not yet be over before we would have another amazing surprise. That same evening, while all the young people were at the outdoor sing and campfire at the pond again, we were talking about this great event that took place in the living room. Staying with us was a 10 year old friend, Caleb, who left the room suddenly and went downstairs, after he had listened to the story I was telling about Wes' conversion. After a few minutes Caleb came up from downstairs, weeping and saying, "Mr. Lee, I just got saved. I went downstairs and prayed and asked the Lord to save me."

I guess it was the mentioning of the two parts of Romans 10:9! Specifically, that here it involved an outward confession in the act of being saved. He said, "I was never really sure that I was saved before." But, now he was! So... we knelt down and thanked the Lord again!

I emailed Mr. Cameron with the good news as well. He replied with praise and thankfulness to the Lord and said that this was a great encouragement to him. What a double-happy day it was for all of us!

  No Domingo, dia 10 de Agosto de 1997, algo muito importante aconteceu a Wes, meu filho mais novo. Um dia antes, no Sábado à tarde, toda a nossa família participou de um piquenique para os jovens na lagoa de Sester, em Gresham, Oregon, nos Estados Unidos. Foi um tremendo dia, com muita boa comida, sobremesas e jogos. O sr. Cameron, um professor da Universidade do Estado de Washington falou para todos nós sobre as boas e más escolhas que fazemos na vida. Ele contou a história de um homem que acabou tendo que pagar um monte de dinheiro por algo que não valia nada e acabou morrendo e deixando sua família sofrer as conseqüências.

Como Podia Saber?

Foi uma boa história e ele fez vários comentários muito bons sobre estarmos preparados para o futuro, como quando morremos. O sr. Cameron fez uma pergunta muito interessante: “Se você não sente que está salvo, pergunte a alguém sobre isso”. Ele estava se referindo à salvação eterna que Deus oferece na Bíblia para aqueles que confiam no Senhor Jesus. Wes tem apenas 6 anos de idade, mas aquelas palavras penetraram em sua mente. Algo diferente estava acontecendo em seu coraçãozinho. Ele havia escutado muitas vezes que Jesus tinha morrido por nós na cruz e que devemos crer nEle para salvação. Mas... como ele podia ter certeza? Como podia SABER que estava salvo de seus pecados?

Wes Começou a Chorar

No dia seguinte, Domingo de manhã, enquanto o resto da família foi a uma reunião da igreja, Wes ficou comigo em casa. Eu não pude ir, pois estava sentindo os efeitos da idade, após haver jogado futebol no piquenique no dia anterior. Descansamos a maior parte do dia no sofá da sala de estar, desfrutando do calor que vinha da lareira. De repente Wes começou a chorar, dizendo: “Não quero ir para o Inferno”. Fiquei surpreso por aquela reação repentina. Normalmente ele é calmo, mas parecia estar muito preocupado com sua condição espiritual. Era maravilhoso poder ver um exercício de coração como aquele em meu filhinho. Perguntei a ele por que ele iria para tal lugar – já que ele conhecia algo melhor? Ele não disse muita coisa. Estava muito quieto e parecia bem preocupado.

Minha Própria História

Assim acabei contando a ele minha própria história – de como eu descobri ser um garoto perdido aos 8 anos de idade, que não sabia como ser salvo embora pensasse nisso de vez em quando. Então aconteceu algo que me fez pensar seriamente sobre minha condição de alguém ainda sem salvação. Eu tinha ficado muito bravo com meu irmão a respeito de algo (nem me lembro mais o que era). Em um acesso de raiva, acabei destruindo sua bicicleta. Corri para meu quarto tremendamente envergonhado, mas ainda com muita raiva. Minha querida mãe, sabendo o que havia acontecido, veio conversar comigo e me fez entender o que eu tinha feito. Pela primeira vez compreendi minha condição de perdido. Vi que era um pecador e que tudo o que merecia era a punição eterna. Nada que eu pudesse fazer seria suficiente para fazer eu mudar ou me limpar.

Eu Precisava de Ajuda

Minha mãe perguntou se eu queria que ela me ajudasse. Será que alguma vez eu tinha entendido como ser salvo? É claro que eu precisava de ajuda! Ela me ajudou a entender que o Senhor Jesus já tinha recebido todo o castigo em Seu próprio corpo sobre a cruz – e Ele havia sofrido por tudo o que eu tinha feito. E o mais importante, eu poderia ser graciosamente salvo de meu pecado e de meu ego – pela fé somente. Foi só então que eu realmente confiei em Jesus como meu Salvador pessoal.

Para Todo Aquele Que Nele Crê

E foi exatamente o que Wes fez naquela manhã de Domingo. Pedi que repetisse comigo João 3:16, um versículo da Bíblia que diz: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Então lhe perguntei se ele sabia o que significava crer nEle. Ele respondeu que não, mas entendia bem o que significava “perecer”. Então abri a Bíblia em Romanos 10:9 e li algumas vezes: “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus O ressuscitou dos mortos, serás salvo”. Pegamos até um dicionário para ver direito o significado da palavra “confessar”.

Com a Tua Boca

Quando perguntei a Wes se ele cria no Senhor Jesus, que Ele morreu por seus pecados e ressuscitou de entre os mortos, ele respondeu que sim. Assim, tudo o que restava para Wes fazer era dizer isso para mim, admitir que assim era, falar comigo sobre o que estava acontecendo naquele momento e como ele aceitava aquilo em suas próprias palavras. Ele disse, voltando a chorar, “Não posso fazer isso só no meu pensamento?” Respondi, “Bem, meu filho, não é bem isso o que a Bíblia diz. Ela diz, no livro de Romanos, que você também deve fazer isso com a sua boca”.

Ele parou pensativo por um momento e não disse nada. Mas, em coisa de um minuto, que pareceu muito tempo para mim, ele disse baixinho, “Senhor Jesus Cristo, entra no meu coração”. A alegria encheu meu coração quando escutei aquela frase breve, mas tão doce, saindo dos lábios de meu filhinho. Dei um brado de alegria! Disse a ele que todos os anjos estavam contentes, e nos ajoelhamos juntos e pedimos ao Senhor para salvar Westin Lee. Naquela noite ele disse à minha esposa Christy, “Mamãe, quando fiz aquilo, senti como se eu fosse uma nova pessoa!”

Outra Maravilhosa Surpresa

Mas não era tudo. Aquele dia não iria terminar antes que tivéssemos outra maravilhosa surpresa. Naquela mesma noite, enquanto todos os jovens estavam outra vez fora, cantando em volta da fogueira à beira do lago, eu e outros conversávamos sobre aquele grande acontecimento ocorrido na sala de estar. Conosco estava um amiguinho de apenas 10 anos de idade, Caleb, que saiu de repente do quarto e desceu as escadas, logo após ter escutado a história que eu contava, sobre a conversão de Wes. Após alguns minutos Caleb subiu, chorando e dizendo, “Sr. Lee, acabo de ser salvo. Fui lá para baixo e orei pedindo ao Senhor para me salvar”.

Acredito que foi a menção que fiz das duas partes de Romanos 10:9! Especificamente por ali incluir a confissão verbal no recebimento da salvação. Ele disse, “Eu nunca tive certeza de estar salvo antes.” Mas agora ele tinha essa certeza! Portanto... nos ajoelhamos e agradecemos ao Senhor mais uma vez!

Enviei um e-mail ao Sr. Cameron com as boas notícias. Ele respondeu com louvor e gratidão ao Senhor e disse que aquilo era um grande encorajamento para ele. Que dia duplamente feliz foi aquele para nós todos!. 
 
         
 
Dear reader,

This is just another way to tell you that Jesus came to this world to save you. Because He loves you. Just
click here to know how much. Now, what will YOU do about this? Want an idea? Click here.

Before you ask, this is a personal site. It is not related to, nor owned by, any religious group, church, denomination or organization. I am not a pastor, priest or anything like that. I am a person just like you. Because I was a lost sinner and the Lord Jesus found me and saved me, this is the way I found to tell everybody else about Him. Do you want to know how I was saved?
Click here.

Oh, yes, you would like to know if I attend to any kind of church or Christian meetings, right? Ok,
click here to learn how I believe Christians should gather together. This is the way I and others are gathered, in the name of Jesus alone.

Do you have any question or comments?
Click here to send me an email. If you want to know more about the story of this site, click here. If you want to learn more about the Bible, visit Chapter-a-Day and read a daily message. To send this page's address to a friend, use the form below. I am happy you are here.

Mario Persona
contato@mariopersona.com.br

 

 
Prezado leitor,

Esta é apenas uma outra maneira de contar a você que Jesus veio a este mundo para salvar você. Porque Ele ama você.
Clique aqui para saber o quanto. Então, o que VOCÊ fará a respeito? Quer uma idéia? Clique aqui.

Antes que pergunte, este é um site pessoal. Não está ligado, nem pertence, a qualquer grupo religioso, igreja, denominação ou organização. Não sou pastor, padre ou qualquer coisa do gênero. Sou uma pessoa comum como você. Por ter sido um pecador perdido e ter sido encontrado e salvo pelo Senhor Jesus, esta foi a maneira que encontrei de falar dEle a todo mundo. Quer saber como fui salvo?
Clique aqui.

Ah, sim, você deve estar querendo saber se pertenço a algum tipo de igreja ou reunião Cristã, não é mesmo? Então
clique aqui para entender como creio que os Cristãos deveriam se reunir. Esta é a maneira como eu e outros estamos reunidos, ao nome de Jesus somente.

Você tem dúvidas ou comentários?
Clique aqui para enviar-me um e-mail. Se quiser saber mais sobre a história deste site, clique aqui. Se quiser aprender mais sobre a Bíblia, visite Chapter-a-Day e leia uma mensagem diária. Para enviar o endereço desta página a um amigo, use o formulário abaixo. Estou contente que esteja aqui.

Mario Persona
contato@mariopersona.com.br

Dúvidas sobre a Bíblia? Leia o blog "O que respondi".

 
 
 
  Love!
Come, He Loves You - Amor! Venha, Ele Ama Você  
 
 
   
 
 
      Dúvidas sobre a Bíblia? Leia o blog "O que respondi".